Oi, gente! Viajei. E dessa vez eu quase não fiz um diário de viagem, mas me senti obrigado a manter a tradição. Vamos? Vamos.

Pra quem não sabe como funcionam os meus diários: São diários físicos que vou escrevendo durante as viagens, depois eu chego em casa, edito e posto no blog. Então aqui estamos.

Destino: Penedo!


1) Dia desses me bateu um fogo no rabo incrível e eu cismei que ia aproveitar os feriadões pra viajar. Pra onde eu iria? Não sabia. Com quem? Também não sabia. Só sabia o quando e que eu iria de qualquer jeito. Tenta daqui, tenta dali, gente topa, gente desiste, escolhe lugar, troca lugar, mas, com muita força de vontade, agarrei na mão de Taiany e FOMOS. Não sem antes pegar Kelly, que é doida o suficiente pra viajar com gente que ela mal conhece, e Arthur, o menino que eu gosto, que estavam dando bobeira e caíram nessa cilada do bem.


2) PENEDO!!! Confesso que essa cidade no RJ foi escolhida em matérias naipe "dicas de viagens para gente sem muito dinheiro" e "viagens curtas demais que cabem em um final de semana". Eu só sabia que tinha um monte de papai noel e sei lá o quê da Finlândia (???). O fato é que eu pouco me importo com o destino, gosto é da experiência de me mover até outra cidade, dormir em lugares chiques demais para serem a minha casa e a companhia dos meus amigos.

3) Estou fingindo que estou ótimo, mas, ok, não vou só jogar o nome do Arthur aqui como se não fosse nada demais. ESTOU VIAJANDO COM O MENINO QUE EU GOSTO!!! Pois é, quem diria. Praticamente nenhum amigo meu teve a oportunidade de conhecer meu consagrado e claro que meu jeitinho foi meter ele numa VIAGEM DE TRÊS DIAS pra forçar uma convivência direta com as amigas. Tô apostando que vai dar tudo certo.

4) Isso de ainda não ter apresentado o menino que eu gosto aos meus amigos gera uma outra questão: Não sei como me comporto em grupo tendo um interesse romântico ali segurando minha mão. Será que sou daquelas pessoas que abandonam os amigos quando namoram? PIOR, que ficam se pegando em público constrangendo todo o grupo? Taiany me mata se eu deixar ela e Kelly largadas pra dar beijos no Arthur, então estou consciente de ser um amigo decente. Também não posso deixar Arthur de lado pra ficar com as meninas. OU SEJA. Preciso de clones.


5) Não há Uber em Penedo. As pessoas são ricas o suficiente pra andarem de carro o tempo todo ou se hospedarem bem no centro mesmo pra poderem passear pela cidade a pé. Tem, sei lá, 1 carro rodando pela região que deve ser do Seu Zé da Esquina (Na verdade, depois descobrimos motoristas particulares que não atendem pelo nome de Uber, mas sim como "transporte privado especial". Ok)

6) Assim que descemos do ônibus, eu esperava já encontrar uma cidade toda trabalhada em detalhes com madeira, neve, renas, talvez um papai noel cruzando a rua num trenó, coisas básicas de uma cidade com temática de Natal. Talvez finlandeses nativos querendo trocar experiências culturais com a gente, uma dança típica, sei lá. De cara, não é tão Tumblr assim. Sinceramente, não vi ninguém com cara de finlandês, todos poderiam ser meus ex-vizinhos lá de Nova Iguaçu. Não vi trenós.

7) Andamos como condenados (quarenta minutos) pra chegar até nossa pousada e, meu deus do céu, eu tenho que me ligar mais nessas coisas. A gente fez praticamente uma trilha com subidas e descidas, morrendo de fome na cidade gastronômica. Eu só queria BANHO e COMER, o que viesse primeiro, mas o que tinha era caminhar.


8) Graças a Deus a Pousada Bela Vista é um amor. Não vou mentir, de cara assim parece uma grande casa de vó católica, mas olhando mais de perto você vê que essa vó católica é rica, tem bom gosto e tem sauna em casa. Recomendo! Principalmente se você gosta da sua vó católica (eu gosto).


9) Tava todo mundo meio desanimado com a loooonga caminhada até a pousada e tenho que admitir que eu já estava quase pedindo desculpas pra todo mundo. Uma coisa sobre as ciladas do bem é que elas são um sucesso em 99% das vezes. Eu achava que estava diante de um 1%. Só faltava todo mundo se odiar e o quarto ser um cocô mole. PLOT TWIST: O quarto era ótimo! Era um chalé, na verdade. Amo que eu pago pelas coisas sem saber. Quarto grande, banheiro gostoso, tinha até cozinha! Com geladeira, fogão, panelas, tudo que tinha direito. Ficou todo mundo feliz. Taiany ficou gritando PANELAAAAAAS na cozinha e jurou que vamos cozinhar [Vim do futuro pra dizer que não cozinhamos nenhum dia]


10) Era de se esperar que uma cidade conhecida por sua gastronomia fosse rica em opções de lugares para comer, né? Ok, há muitos restaurantes até, mas onde se paga 50 reais numa pizza de mussarela. Não tem condições, gente. Mussarela é só a massa!!! Alguns lugares chiquérrimos, que dariam fotos ótimas, mas só dando na cara de quem escreveu o "dicas de viagens para gente sem muito dinheiro". VOU FALAR A VERDADE NESSE DIÁRIO: Se puder, não coma. Brincadeira, mas, sério, gente, caro demais pra uma comida que não parece justificar o preço. 

11) Foi uma BENÇÃO encontrar o "Crepes e Sabores", que vendiam almoço completo por 16 reais. Repetindo: DEZESSEIS REAIS!!! É menos do que se paga no Rio de Janeiro. E não fomos almoçar crepes! Comi um bife ENORME, com arroz, feijão, salada de alface, tomate e pepino, farofa e batata frita. E tudo muito gostoso! A gente estava até na dúvida se a comida era muito boa de verdade ou se a gente que estava passando muita fome e comendo até pedra, mas chegamos à conclusão de que "Crepes e Sabores" é O MELHOR RESTAURANTE DE PENEDO (segundo o blog Não Sei Lidar & amigos).

16 reais!!!


12) Já com a paz no coração que só um bucho cheio dá, fomos passear! Achei a cidade mais bonitinha à noite. De fato, a rua principal é toda tumblrzinha, tem muita loja de doce e lembrancinhas diversas. Penedo também é destino de lua-de-mel, então tem muita coisa com corações pros casais tirarem foto. Acho meio cafona, mas tudo bem. Pode ser meio ofensivo pra quem está sozinho (pedindo perdão às minhas amigas pessoais e solteiras Kelly e Taiany)

Amor próprio é tudo

13) Não resisti e fiquei um NOJO grudado com Arthur pra cima e pra baixo. Eu até me controlei bastante, mas, gente, vocês precisam me dar uma colher de chá. Eu nunca tive isso! NUNCA. Andar em público de mãos dadas, poder abraçar a hora que quiser, chamar de bb... Eu não sei explicar. E ver todos aqueles casais héteros ali como se demonstrar afeto em público fosse algo natural... Seria uma injustiça a gente se privar disso.



14) Arthur no começo tava meio "Ain, talvez finlandeses votam no Bolsoniron" e eu tentei respeitar, mantendo uma distância segura. Fiquei ATENTO ao redor pra sondar qual era a das pessoas. Minha primeira impressão foi que não havia gays em Penedo. Nem umzinho. Me senti LEVANDO A CULTURA GAY para aquele lugar, tipo um REPRESENTANTE OFICIAL. Mas aí comecei a notar as bermudas curtas, as brusinhas floridas, as mangas de camisa dobradas e amigos que andavam colados demais. Eu e Arthur não estávamos só.



15) Fui pra outra cidade cometer esse crime. Achei fofíssimo que todas as taças tinham nome de princesas Disney. Esse aí é o cadáver da Jasmine.



16) Tinha um Papai Noel em tamanho real que tocava uma musiquinha chatérrima 24h por dia. Sentamos perto dele por meia hora e eu já estava prestes a agredir um idoso de mentirinha. A dona do Papai Noel veio conversar com a gente quando ouviu a gente comentando sobre o dito cujo. "Ah, AQUELA MERDA ALI foi eu que coloquei. Minha loja é muito escondidinha e é ESTA MERDA que atrai as pessoas até aqui. Também não aguento mais ESTA MERDA". Feliz Natal, gente.

17) Uma coisa curiosa é que a audição das pessoas de Penedo é MUITO BOA. Não importa quão baixo você fala, não adianta sussurrar longe dos vendedores, ELES VÃO TE OUVIR. Se você vira pra sua amiga e fala baixinho "Só coisa feia nessa loja", com certeza algum vendedor vai surgir de trás da parede pra dizer "MAS TEM MUITA GENTE QUE GOSTA". Passamos por isso uma dúzia de vezes, pode confiar. Cale a boca quando entrar numa loja.

18) Achamos uma lojinha de enfeites muito Tumblr e ficamos fascinados, dessas que vendem coisinhas fofas e lindas que só fazem sentido na loja mesmo, mas, se você levar pra casa, perde o encanto pois sua casa é feia. De qualquer forma, dava vontade de ficar tirando foto com TUDO de lá, eu encheria meu Instagram de fotos se tivesse um. Minha foto favorita seria com o aviso passivo-agressivo "QUEBROU, PAGOU", que eu li e imediatamente fiquei imóvel com minha mochila enorme, me senti num campo minado. Todos nós compramos ímãs de geladeira de 10 reais. [Aparentemente, decorei o nome da loja e agora trago para vocês a página no Facebook da Pasevida!!!] 





19) Na hora de dormir, eu e Arthur já estávamos sem vergonha nenhuma, certamente que dobraríamos bolsomilhos no braço, ÉRAMOS UM CASAL, SIM, O MUNDO PODE SABER. Até tínhamos uma cama de casal no quarto com as meninas. Eu particularmente acho que me comportei ou pelo menos aparentei me comportar. Que difícil essa coisa de viajar com homem pra uma cidade romântica e não ficar se pegando em tudo que é canto. Sou um vencedor.

20) O plano do dia seguinte é ANDAR A CAVALO. Gente, nunca andei! Muito bobinho você que pensou que eu vim pra Penedo só passear. Vim pela aventura. Cilada do bem!

Continua...





OUTROS TEXTOS