Minha virilha ainda dói depois de eu ter feito o que fiz. Eu não sabia se estava preparado, mas acabei topando. Pra tudo tem uma primeira vez, né? Já haviam me feito a proposta antes e eu já quase tinha cedido no calor no momento, mas recusei. Sei lá, por medo, por vergonha. Talvez doesse... Essa experiência já estava na Lista desde os primórdios, mas a coragem nunca vinha. Só que, poxa, tanta gente faz! A oportunidade surgiu novamente e resolvi aceitar.

É isso mesmo que vocês estão pensando: Montei num touro mecânico.



GENTE, PELO AMOR DE DEUS, OLHA ESSE ROXO, MINHA VIRILHA UM DIA VOLTARÁ AO NORMAL? Espero descobrir em breve, pois também a uso para outras funções (não disse quais).

Eu tinha acabado de voltar de uma Bubble Fest, ela mesma, a cilada do bem com o melhor custo-beneficio de todo o Rio de Janeiro, quando anunciaram OUTRA logo no dia seguinte. Eu falei DEUS ME LIVRE porque é uma delicia, mas cansa pra caramba, e nem tava dando bola para os anúncios quando vi o touro mecânico. AH, PRONTO. Me senti na obrigação de ir porque ONDE eu encontraria um troço desses? (Na verdade, depois eu descobri que em vários lugares, mas na hora eu apenas senti que aquele touro era o meu touro e comprei o ingresso). Touro mecânico está há SECULOS na minha lista de experiências para viver antes de morrer e talvez eu morreria já ali sobre aquela máquina hostil. Achei poético.

Uma coisa que sempre me afastou de touros mecânicos é que eles são projetados para te derrotar. Que nem teste ergométrico. Não há como vencer um touro mecânico, ele sempre te derruba no final, nem que seja te vencendo pelo cansaço. Ele não cansa. Assim... Até aí TUDO BEM, mas meu maior medo na vida ainda é a humilhação pública e eu conseguia imaginar, sem nem me esforçar muito, eu, todo magrelinho, desajeitado e 57% gay, servindo de chacota pra plateia hétero que geralmente acompanha esse tipo de brinquedo. Não sei por que exatamente tive coragem dessa vez, mas o fogo no rabo foi maior que o medo e MONTEI.



3 vezes. A primeira vez foi uma derrota e não falaremos dela, mas na segunda eu nem sei se podia, mas agarrei nos CHIFRES do anima1-robô e durei mais. Caí rápido também e, de alguma forma, é como se aquele bicho espancasse a gente com poder da mente,  então... ok. Fiquei ok. Tava bom já. Risquei 1 item da Lista, uhull, tem outros brinquedos nessa Bubble Fest. Fim.

Mas lá no finalzinho da festa, EU VOLTEI. Ah, mas eu voltei. Nem tinha fila, mal tinha plateia, acho que todo mundo já tinha sacado o nível de hostilidade daquele monstro e ninguém tinha ido ali na Bubble Fest pra ser agredido. Aí eu fui, né, meu jeitinho. Juro pra vocês que estava sem expectativa nenhuma. Até falei para os amigos que não precisava tirar foto nem nada, já que já tinha foto das outras vezes. Montei, bocejei, agarrei, esperei. O moço ligou o touro.



Ele começa bem gostosinho e a gente pensa, ah, nem é tão ruim, dá pra ficar meia hora aqui, mas eu já sabia o que estava por vir e desde o começo já abracei o pescoço da besta-fera. Não demorou 3 segundos pro inferno começar. Gente, eu não sei. Não é possível, MAS AQUILO PULA, AQUILO VOA, SAPATEIA, vai além das leis da física e das leis que regem animais com chifres. Aquilo me deu UM ÓDIO que me fez me atracar com aquele bicho e não soltar mais. EU LUTEI PELA MINHA PRÓPRIA VIDA, ME ATRAQUEI GOSTOSO, CRAVEI AS PERNAS, CHEIREI Ο CANGOTE. NINGUÉM ME TIRA DAQUI MAIS, EU NÃO VOU SAIR, EU VOU DERRUBAR ESSE DEMÔNIO. Ouvi as pessoas falando NOSSAAAAAAAAA e ESSE MOLEQUE É BOM. Eu ia caindo de um lado, me jogava pro outro. Me salvei uma meia dúzia de vezes. Na minha mente eu tava falando NÃO É JUSTO, EU TENHO QUE VENCER, ALGUÉM DESLIGA ESSE BICHO, SERA SE JÁ PASSOU UMA HORA???



Caí feliz, mas acho que não passaram nem 10 segundos. Mas em anos de touro com certeza foi um recorde e levantei me sentindo UM VENCEDOR. EU VENCI. EU DOMEI A FERA. "Ah, mas você caiu igual todo mundo". EU NÃO QUERO SABER. Aposto que fiquei mais tempo do que todo mundo na festa (quem foi comigo favor não me desmentir, na minha cabeça e no meu coração foi assim). ARRASEI, GENTE.




Recomendo esse tombo a todos.



OUTROS TEXTOS