Recapitulando fatos importantes: Eu tenho 26 anos, sou assexual, nunca me relacionei romanticamente com ninguém, nunca beijei na boca. Obviamente, sou virgem de todas as formas possíveis. Nunca senti falta de nada disso.

Aí não sei por que marquei esse date.



Nem acho que vou morrer nem nada, inclusive já sobrevivi a situações mais adversas, porém tô nervoso como nunca. Eu sempre fugi de dates. Essa coisa de você deixar evidente que quer um relacionamento, de tentar impressionar a outra pessoa, essa pressão de se vai ter beijo, se não vai, se vai ter segundo encontro, se vai rolar química... Só a teoria já me mata, e eu jamais em sã consciência me colocaria numa situação dessas. É muita exposição, é muito ser o centro das atenções, eu não sei, a minha cara arde só de imaginar. Eu até evito sair em dupla com amigos, sempre monto trios ou grupos, não sei se vocês já repararam. Mas aí tem esse date e muitas questões.

Primeiro, eu já disse que vou nesse date com um rapaz? Pois vou com um rapaz. Não sei se é um choque pra alguém.

Nunca saí com rapazes, mas também nunca saí com moças. Risos. Algumas pessoas juram de pé junto que sou gay, e eu até acreditei por um tempo. Acho que já falei com uma dúzia de pessoas que acho rapazes interessantes. Mas aí eu conheci gays de verdade e, gente, acho que não funciona pra mim não. Óbvio que conheci héteros e definitivamente não funcionou também. Sempre existe um vão imenso e, mesmo sabendo que alguns assexuais conseguem se identificar como homo/heterorromântico, eu nunca me classifiquei nessas categorias, até porque nunca precisei. Tava aqui esperando, né: o dia que rolar um sentimento, rolou. Aí estou lidando com esses dilemas de, oh, meu Deus, rapazes, o que vão pensar, serei obrigado a ver a mangueira entrar? socorro preconceito e blábláblá.

Eu quando converso com amigos gays sobre dates


Eu quando o amigo é hétero

Tem também a questão de que eu nunca estive nessa posição de gostar e ter interesse nas pessoas. As pessoas que sempre gostam de mim. Risos. Mas é sério. Um dos dramas menores da minha vida é esse de eu nunca ter sido capaz de retribuir de verdade os flertes e as investidas que recebi ao longo da vida. Parece ridículo da minha parte dizer isso, mas, em quase todo lugar que eu vou, tem uma pessoa apaixonadinha por mim sei lá por que. Tanto meninas quanto meninos já pediram pra namorar comigo, já fui pedido em CASAMENTO, já quebrei o coração de alguns, já vi gente CHORAR por causa de um não meu, também passei pela saia justa de ouvir um "Você quer me beijar?" meio safadinho e ter que responder com um "QUE??? Não!". Enfim. Não que eu me ache o rei da cocada preta, são apenas os fatos. Também não entendo esse sucesso. Deve ser meu brilho natural.

Mas aí surgiu esse rapaz do nada, fez umas investidas, eu recusei gentilmente e comentei sobre assexualidade. Ele ficou animado e disse que é demissexual. Papo vai, papo vem e ficou por isso mesmo. Só que aparentemente fiquei falando do moço o tempo todo, e meus amigos ficaram meio:

- Felipe??? Você está apaixonado por este rapaz?
- EU??? kkkkkk Claro que não kkkkkkkk Ai, ai kkkkkkkkkk
- ...
- Nossa, gente, só por que eu cito o nome dele de hora em hora e às vezes desejo que ele estivesse aqui perto de mim e gosto de ficar olhando as fotos dele e acho ele bonito e amo a voz dele e existe alguma coisa misteriosa acontecendo dentro de mim que me faz ter sentimentos que nunca tive e está me consumindo?
- ...
- Eita, ferrou.

Então, SEI LÁ, marquei o date. Já me arrependi umas 10 vezes e no momento me pergunto se é socialmente aceitável fingir que morri pra não ter que aparecer.

SERÁ QUE É AMOR? TÁ TÃO DIFÍCIL DE ESCONDEEEEER, OOOOOH, OLHA O QUE O AMOR ME FAZ, ME DEIXA SEM SABER COMO AGIR, OOOOOHHHH, é o que fica tocando na minha cabeça o tempo todo enquanto vou ao shopping comprar uma brusinha nova para o date. Fui no Google pesquisar "Como agir num primeiro encontro no cinema" (inclusive, achei dicas kkkkk) Eu me sinto muito ridículo quando vejo que rapaz não está online e permaneço encarando a tela do computador, esperando a bolinha ficar verde. Fico vermelho se tiver que contar pessoalmente essa história toda pra alguém. Todo mundo acha fofo enquanto reflito se quero morrer. Eu tô muito "Pai, afasta de mim esse cálice, mas, se quiser, aproxima".

Não sei mesmo como vai ser. É um sentimento muito novo pra mim, eu nem sabia que era capaz de sentir isso, gente. Então é ASSIM que aquelas pessoas otárias nos livros, filmes e na vida real se sentem o tempo todo? SOCORRO. Eu e rapaz nos vimos pessoalmente uma única vez, trocamos 5 palavras. Acho que nem temos um vínculo forte. Eu consigo fazer um top 5 amigos com quem converso e compartilho coisas mais do que com ele. Há vários obstáculos entre a gente (lugares onde moramos, diferença de idade, orientações sexuais tecnicamente desfavoráveis, eu ser maluco etc) e eu não sei por que tô me prestando a esse papel, mas existe essa ATRAÇÃO MISTERIOSA que eu não sei explicar. Ou vai ser muito bom ou vai ser muito ruim, uma fonte eterna de dor e sofrimento.

Vai ver é karma voltando depois da meia dúzia de corações que sem querer já parti.

Se hoje for segunda-feira, dia 19/02/2018, o date é hoje à tarde e aceito todas as dicas possíveis. ME SALVEM. Se eu sobreviver, volto num futuro próximo com mais notícias.



OUTROS TEXTOS E LINKS