Eu fui uma criança muito mimada pelos outros e protegida deste mundo mal, daí eu cresci e vocês podem imaginar o que a vida adulta faz com uma criança dessa: continuaram me mimando e me protegendo ¯\_(ツ)_/¯

Deve ser um desses bagulhos de patriarcado, privilégio branco ou, quem sabe, DEUS e meu brilho natural. Eu só sei que as pessoas amam cuidar de mim e eu acabei me acostumando com isso. Eu até deixo. Claro que é maravilhoso ser mimado aqui e ali, mas isso contribuiu para o fato de eu ser meio ingênuo e simplesmente não saber das Coisas Da Vida. Eu perdi um monte de lições importantes que só a vida pode nos ensinar, porque sempre teve outra pessoa cuidando das coisas pra mim. Eu me enxergo como uma criança lerda na maior parte do tempo. Agora, você joga a assexualidade na receita, e eu sou praticamente um BEBÊ VIRGINAL. Eu até poderia me acostumar com isso também, mas...

Eu tenho 26 anos. Eu sou um homem de VINTE E SEIS ANOS DE IDADE. Está cada dia mais difícil encarnar o bebê puro demais para este mundo, porque agora eu sou velho e fica meio complicado que pessoas mais novas do que eu cuidem de mim. Antes eu era sempre a pessoa mais nova em todos os lugares, meus amigos eram todos mais velhos e/ou sábios do que eu, eu trabalhava com gente de 50 anos, mas agora os tempos são outros. O menino que me ensina tudo na Firma é dois anos mais novo que eu. Meus sobrinhos são as crianças da casa. Todo mundo na internet tem 20-25 anos. Está cada vez mais raro me mandarem tapar os ouvidos quando querem falar safadezas comigo no recinto.

MAS EU SOU O MESMO. O mesmo ursinho de pelúcia assexual de sempre, mas as pessoas não enxergam mais e isso faz com que eu me sinta ultrajado em muitas situações sociais.

Um dia eu estava conversando sobre séries com um colega meu, e eu estava super empolgando falando de The 100.

- Cara, é MUITO legal. Daí eles vieram do espaço como adolescentes comuns, mas agora eles foram, tipo, endurecidos por decisões morais muito complicadas!
- Ah, sei qual é essa série, aquela que tem umas gostosas, né?
- QUÊ
- Com uns peitão e tal
- O.O
- É sim, cara, umas bem gostosas mesmo.

Quando as pessoas usam as coisas que gosto para falar de sexo

Gente, The 100 é a série com menos conteúdo sexual que já assisti na minha vida, eu não sei do que este homem está falando, PARA DE ESTRAGAR ESSA CONVERSA SOBRE SÉRIES FALANDO DE PEITOS. ESSA CONVERSA FOI PROFANADA.

Mas, agora realmente falando sobre peitos, teve um dia que um colega falou "Olha que legal isso aqui, Felipe" e eu fui ver achando que era um meme, uma matéria engraçada, um vídeo, sei lá, e eram PEITOS PULANDO.

- Não é maneiro? heheheh
- .....

(na minha cabeça: POR QUE ME CHAMOU PRA VER ISSO? EU SOU UMA CRIANÇA. Não, pera)

Teve uma vez no Tinder (ok, minha culpa ter ido até lá procurar amizade com ambos os gêneros) que um fulano perguntou o que eu curtia, e eu fui todo empolgado respondendo que adorava passeios de aventura, tipo trilhas e tal, que gostava de ler e escrever, que amava comédias etc etc, daí, após um minuto de silêncio, veio a outra pergunta dele. "O que você curte na cama?".


Amigo, na cama eu curto dormir e de vez em quando acessar minhas redes sociais pelo celular.

As pessoas estão tentando matar minha criança interior com muito afinco. Eu fico constrangido e às vezes em choque, mas sei que isso meio que é o comportamento padrão dos homens de 26 anos e eu que sou o atrasado do rolê. Sexo é natural, homens de 26 anos são muito naturais, talvez eu tenha que me adaptar. Mas ainda prefiro conversar sobre séries e passeios de aventura, e também gosto de acreditar que, quando alguém me convida para assistir um filme em sua casa, a única intenção é que a gente realmente assista um filme.