Apesar de ter muitos planos, eu ainda não fiz nada de GRANDE. Teve a doação de sangue, tem eu e minhas pessoas roubando oportunidades para falar mais de Jesus nos cultos (a que ponto chegamos), está tendo arrecadação de alimentos no bairro para montar cestas básicas para pessoas realmente necessitadas (conseguimos MAIS QUE O DOBRO do que a igreja conseguia antes). Coloquei também um quadro com vagas de emprego que eu mesmo encontro em jornais e um outro (eu amo quadros), que talvez seja minha ação favorita, que é o quadro de compartilhar, onde pessoas colocam o que precisam e quem puder ajudar ajuda.

Mas ainda sinto falta de algo GRANDE. Algo permanente, diário, que atraia mais pessoas para o evangelho de Jesus. Eu tenho ideias, mas não quero fazer nada de qualquer jeito ou que não possa terminar. Vamos acompanhar.

***

Tô tendo dificuldade em frequentar os cultos. Quer dizer, eu vou aos cultos, mas não é mais como antes. Sinto falta de ADORAR A DEUS daquele jeito, sabe? Tendo >>>MOMENTOS COM DEUS<<< e tal. Eu mal consigo cantar junto com o pessoal ou dar a mão para o fulano do lado e dizer coisas. Às vezes, me parece uma perda de tempo ficar mais de 2h numa cadeira produzindo absolutamente nada.

Eu me sinto vivo de verdade quando estou lendo a Bíblia ou compondo músicas, fechando cestas básicas, conseguindo nomes pra doação de sangue e indo buscar um móvel que alguém não quer mais pra uma outra pessoa que está precisando demais. Esses são os meus "adorar" favoritos.

Mas o culto faz parte, eu sei.

***

Definitivamente sinto falta de cantar e ministrar. Eu entendo quando as pessoas dizem que "Nós somos instrumentos do Senhor", porque Deus é um exímio tocador de Felipe. Eu sabia que não tinha capacidade espetacular alguma, mas era pegar num microfone e, BOOM, sucesso. Minha atitude muda, minha voz muda, eu falo coisas que nem planejei, eu viro uma pessoa 100% confiante. Parece mágica. Deus é demais. Sinto muita falta.

Já me chamaram para voltar para o ministério de louvor e tal, mas, apesar de querer demais, sei que isso significa: ensaios, reuniões sem fim, comprometimento eterno com cultos e mais cultos. O que também significa que não terei tempo pra nenhuma das outras coisas, nenhum dos outros projetos que eu PRECISO tocar. Porque ninguém mais vai fazer isso por mim.

***

Meu Pastor foi num congresso ou algo assim e sei lá o que houve lá, mas ele voltou ON FIRE. Ficou todo "O AVIVAMENTO COMEÇOU NESSA IGREJA HOJE. CHEGA DE MESMICE. EU QUERO UMA IGREJA AVIVADA. Vai ter evangelismo amanhã? ESTAREI LÁ. Vamos levantar essa parede do templo? CONTEM COMIGO. O AVIVAMENTO COMEÇOU". Todo mundo deu glória, aleluia, bateu palma, aquelas coisas que crentes fazem.

Achei fofinho e nem estou reclamando, melhor assim do que na inércia, mas minha vontade foi dizer: "Amigo, o avivamento já começou há séculos, você que tá subindo no bonde só agora. Mas seja bem-vindo".

***

Teve um congresso de jovens (essas pessoas adoram um congresso, meu deus) lá na igreja e tomei um susto quando vi que SUMIRAM com meu quadro de compartilhar para colocarem um banner gigante que só existe com o único intuito de: pessoas tirarem selfie nele. Juro pra vocês.

Depois achei meu quadro numa parede menos favorecida da igreja. Até gargalhei que trocaram o projetinho social por FUNDO PARA SELFIES. Amo crente. O avivamento começou é minha mão na cara de vocês.