Fui no dermatologista pra ver como lidar com um caroço esteticamente desagradável na minha face e tive que encarar o ultrassom. Não dói, não me incomoda nem nada, mas fica crescendo e diminuindo de tamanho e, sei lá, se eu fosse um paciente em Grey's Anatomy, com certeza seria um tumor degenerativo ou um bebê alien habitando em mim. Melhor ver do que se trata, né?

O médico passou o gel na minha cara, passou a ~máquina~ e tal, mas ficou na dúvida sobre como descrever no resultado o local do cisto. Fica naquele lugar, sabe? Do lado do olho direito, mas sem ser na têmpora, é mais pra baixo, mas não tão abaixo... Eu lá deitado na cama e o cara falando.

- Humn... Eu poderia dizer que fica na região frontal, mas pode ser considerado parte da têmpora também.
- ...
- Porque, você sabe, né, aqui é o lobo temporal e tal.
- q
- Posso dizer peri-orbital também, mas, nossa, difícil.
- ...
- O que fazer?


Moço, é o seu trabalho saber isso, por que você tá me perguntando?

- Você não pode só dizer "do lado do olho"?
- HAHAHAHAHAH Claro que não.


Porque peri-orbital é muito mais fácil de entender, né? Povo gosta de complicar.

- Então inventa um nome pra esse lugar.
- Hahahahahah Não é assim que funciona.
- Depois você publica um artigo sobre.
- Vou pensar nisso. Mas agora vamos ficar com peri-orbital mesmo.


Agora eu posso escolher fazer uma cirurgia para retirar o cisto benigno ou não. Tô meio assim, sei lá, não gosto de gente bagunçando minha peri-orbital.