Eu não entendo por que as pessoas gostam tanto de sexo. Não sei por que elas beijam na boca também, se elas podem simplesmente NÃO BEIJAR. Lembro de ter perguntando no Twitter um dia "Por que sexo é tão importante?" e alguém me disse "Porque o mundo é movido a sexo" (ou algo assim). Vai ver é por isso que eu me sinto tão facilmente deslocado em certos ambientes, como se todo mundo risse de uma piada que não entendi.

Certa vez em 2014 apareceu um texto pela vontade de Deus super aleatório no Conversa Cult, que me atropelou e quebrou todinho. Mas afinal, o que significa Gray-A? Você sabe? Porque eu também nunca tinha ouvido falar disso. O texto trata de um universo que até aquele momento eu não tinha noção da existência. Assexuais, demissexuais, AVEN, falta de atração sexual constante... Eu comecei o texto com um grande "Ué" na mente e terminei com um "Minha vida todinha". Mais uma vez aquele É EXATAMENTE ISSO O QUE EU SINTO.

Uma pessoa assexual simplesmente não tem interesse em sexo não sente atração sexual. Não existe uma vontade ou necessidade que leve a pessoa até os finalmentes com alguém só por conta disso. O assexual pode fazer sexo por prazer, por dinheiro, por obrigação, por querer agradar alguém, etc, mas não por atração. Alguns sentem até aversão a sexo. Há casos especiais e claro que num grupo de pessoas há muitas experiências diferentes, mas o básico é isso aí mesmo.

Eu sou do time que acredita que rótulos não estão aí para nos prender, mas para libertar. Apesar disso, eu também sou o rei da dúvida e vivo me questionando o tempo todo, isso até gera umas crises às vezes, mas não posso negar o fato de que eu muito provavelmente sou assexual. Quer dizer, eu me identifico como assexual.

 As cores que representam a assexualidade

Veja bem, no presente momento, eu tenho 25 anos e nunca beijei na boca. Tô pior que a Drew Barrymore naquele filme. Preciso nem explicar que sou virgem em todos os outros sentidos, né? Eu já me apaixonei por uma pessoa aqui e outra ali, mas nunca gostei de ninguém desse jeito. Não vejo previsão de mudança nesse quadro.

***

Ah, Felipe, é que você ainda é novo e não teve oportunidades.

Gente, eu disse VINTE CINCO ANOS. E que ofensa eu já tive oportunidades, sim. Por incrível que pareça (eu também me surpreendo Hahahah), sempre tem uma pessoa apaixonada e/ou querendo meu corpo nu por aí. E isso vale para mulheres e homens. Tanta proposta algumas indecentes que já recebi e tive que dizer não... Eu sou aquele crush que ignora vocês.

Ah, mas você é crente, né?

Não tem nada a ver com igreja. Pessoas na igreja gostam e querem fazer sexo. Inclusive, elas fazem muito sexo. Acho que 80% dos casais crentes só casam para poderem fazer sexo com a benção do menino Jesus ou porque já tem um bebê vindo por aí.

É porque você é tímido, Felipe!

Até já considerei. Mas, gente, não é vergonha que me faz não querer lamber uma pessoa toda. Eu simplesmente não quero. Vergonha eu tenho é de dançar em público ou cantar num karaokê. São coisas que eu QUERO fazer, mas fico tímido perto de outras pessoas. É um bloqueio que eu sei que posso superar. Mas, quando eu olho para a minha sexualidade, ela parece ser: silêncio no hay banda.

Ah, mas é porque você ainda não fez. Depois que fizer, você vai gostar e querer sempre.

Assim, nem digo que dessa água jamais beberei, eu acredito que as pessoas mudam e quase tudo na vida pode ser um gosto adquirido, mas, gente, VINTE CINCO ANOS. Eu acho que não existe timidez, medo, falta de oportunidade ou qualquer outra coisa que separe um jovem de vinte cinco anos da vontade de ir pra cama com outras pessoas. Eu entendo completamente pessoas virgens com essa idade (não tem nada demais, aliás), mas a essa altura do campeonato eu imagino que já deveria estar subindo pelas paredes, matando cachorro a grito, "abrasado" como dizem na igreja (amo crente), me esfregando nos postes, no cio, etc. Quer dizer, se eu quisesse fazer sexo AGORA, capaz de eu conseguir sem nem procurar muito. Povo faz milagres no Tinder. Mas eu não quero.

Mas você pensa em um dia namorar com alguém, casar, ter uma família?

Sim! Como eu disse, eu tenho paixonites como todo mundo tem, sou igual aos outros no quesito afetividade. Só não sei como fazer essa coisa toda funcionar.

Você gosta de homem ou de mulher, afinal?

Eu sei que para alguns assexuais é fácil dar essa resposta, mas não sou um desses. É tão estranho você dizer que sente atração por uma pessoa se não quer que ela sente na sua cara! Não sei mesmo responder. O meu inconsciente flerta com todo mundo. Eu acho gente de todo tipo bonita, se é que isso serve como resposta.

***

Eu decidi abrir essa porta da minha vida porque, sei lá, acho que já estava na hora. Aliás, motivo nenhum para esconder essa nuance da minha personalidade que diz tanto sobre mim. Também foi oportuno porque do dia 23 ao dia 30 de outubro acontece a Semana da Visibilidade Assexual. Quis fazer minha parte. Do mesmo jeito que aquele post do ConversaCult MUDOU MINHA VIDA, vai que esse muda a de alguém também.

Espero que vocês não estejam muito chocados. Talvez estejam "Aaaahhhh, isso explica tudo". Agora que já contei, posso escrever mais sobre isso e acho que vai ser legal pra todo mundo. Eu tô longe de ser um especialista no assunto, sou mais confusão que certeza, mas, se você quiser conversar sobre isso, tá aí a caixa de comentários e você sempre pode me mandar um e-mail pelo formulário de contato. O ConversaCult também está sendo maravilhoso e postando o mês inteirinho sobre o tema, você pode acompanhar aqui.

***

 Ei!

1) Se você também é assexual e se identificou, me ajuda compartilhando o texto?
2) Se você não é assexual e quer contribuir com a Semana da Visibilidade Assexual, compartilha também! Visibilidade importa.
3) Se eu fui seu crush em algum momento da vida e te ignorei, DESCULPA (e não vou reclamar se você compartilhar o texto nas redes sociais)

Obrigado!