Tava analisando aqui que meu jeito de fugir das decisões como a SENHORA SENHORA foge da repórter encontrou em mim um espaço para EXISTIR. Agora ele não apenas vive na minha cabeça como também pode ser visto a olho nu no meu dia-a-dia. Acho que quem vê de longe pensa que é TOC (favor não me contar se for), mas juro que é só eu não querendo decidir o que eu não sou obrigado. Eu amo filas e listas e vou protegê-las a todo custo.

As minhas camisas ficam em fila no guarda-roupa. Como eu escolho o famigerado look do dia? Pego a que estiver na frente. Depois ela é lavada e volta para o final. As minhas calças também ficam em fila, das mais velha pra mais nova. Tô rindo aqui comigo mesmo porque acabo de notar que as minhas MEIAS E CUECAS também ficam em ordem e eu pego a da frente. Ou seja, perco 0 tempo escolhendo roupa (nem sempre a combinação faz sentido, mas ¯\_(ツ)_/¯). O calçado também segue em fila, mas eu sempre separo os Dois Da Semana e fico alternando entre eles. Quando a semana acaba, eu substituo um deles pelo próximo da fila e vida que segue.

Eu tenho uma lista imensa com todas as ideias para posts que já tive para esse blog. Quando tô a fim de escrever, eu sorteio uma e escrevo. Assim que publico, eu já agendo quando devo postar nas redes sociais seguindo uma lógica que funciona pra mim.

 Minha lista de ideias para posts
Eu penso num assunto hoje, e ele é publicado em 2038

Sempre assisto 5 séries ao mesmo tempo. Montei um rodízio. Tem a série de todo dia à tarde, tem a de segunda e quarta de manhã, a de terça e quinta e por aí vai. Quando uma temporada acaba, eu substituo por outra de outra série cuja vez chegou na minha fila de séries pra assistir.

Minha ordem pra livros é assim: Um YA, um adulto, outro YA, uma não-ficção.

Eu lavo cabelo dia sim, dia não.

Na minha igreja, acontecem cultos duas vezes por semana. Eu só vou em um, mas alterno entre os dois pra decidir qual deles eu vou faltar.

Confesso aqui em primeira mão que sorteei uma cafonice do blog para transformar em conto e foi assim que nasceu Gênios. Muitas das situações e boa parte da personalidade dos personagens do conto também. Eu uso a minha MÁQUINA GERADORA DE PERSONAGENS, ela cospe uma pessoa e eu jogo na história pra ver o que acontece. É tipo assistir um reality show.

Vocês sabem que a Lista funciona toda na base do Random.org e eu vou pra onde a vida me levar.

Eu inclusive baixei um aplicativo de sorteio para ter sempre à mão ~alguém~ para decidir coisas para mim.

Não sou obcecado pela ordem nem nada, até porque, se eu quiser furar a fila, eu furo, mas minha vida nunca foi tão fácil de ser vivida. Claro que eu sempre escolho o que eu realmente quero, mas, para o resto, aquelas coisas que meio que "tanto faz", dá-lhe tá nas mãos de Deus pois nas minhas não quero mais.

Apenas me digam se um dia isso vai me matar.