Vocês lembram que eu indiquei o Day Zero Project como uma ótima fonte de inspiração para preencher vossas listas? Então. A Helena foi lá dar uma olhada e encontrou o ranking com os 101 itens que mais aparecem nas listas das pessoas. No momento em que acesso esse ranking, está lá em quinto lugar: "Responder As Cinquenta Questões Que Libertarão A Sua Mente". Meio dramático, mas está lá. Eu lembro que, quando topei com isso a primeira vez, fiquei curioso para saber que cinquenta perguntas eram essas. Dei uma googlada, vi que era um questionário até bem famoso, li algumas das perguntas e deixei de lado.

É até legal, mas dá para perceber que as perguntas foram lindamente projetadas para te entregar a seguinte mensagem motivacional: SUA VIDA É UMA BOSTA, melhore. Bem capaz de nem ser mentira, visto que as pessoas costumam viver mais a vida que os outros querem que elas vivam do que a que elas realmente querem, mas eu ando numa fase tão boa que as perguntas não estavam surtindo o efeito e eu cansei na sétima questão, risos.

 Essa preguiça representa meu estado de espírito em 90% do tempo
"Apenas de boas"

Mas, voltando à Helena, ela foi até o fim e respondeu as 50 questões (inclusive, ela que traduziu) (muito vitoriosa, gente) e eu finalmente li o questionário todo. A minha opinião sobre ele não mudou, continuou não causando muitos baques em mim. Tipo:

Se a vida é tão curta, por que fazemos tanta coisa que não gostamos e não fazemos tanta coisa das quais gostamos? Fale por você, meu amigo. Eu ando me divertindo PRA CARAMBA, ainda mais depois de ter criado A Lista. Juro pra vocês que estou tentando pensar em uma coisa que eu realmente não gosto e sou obrigado a fazer, mas nada me vem à mente.

Você está almoçando com três pessoas que respeita e admira. Todos eles começam a criticar uma amiga íntima sua, sem saber que ela é sua amiga. A crítica é de mau gosto e injustificada. O que você faz? Eu defendo até meus reality shows favoritos, não vou defender gente?

Você tem sido o tipo de amigo que você desejaria ter como amigo? Sim. Inclusive, me orgulho disso.

¯\_(ツ)_/¯

Não que minha vida seja perfeita e eu seja um ser iluminado, mas essas perguntas não são muito fortes para me derrubar, eu acho. Talvez se as tivesse conhecido uns 5 anos atrás...

Eu gostei particularmente dessa: Quando foi a ultima vez que você andou na escuridão apenas com o brilho fraco de uma ideia que você acreditava firmemente? Aqui. Porque eu total sou esse tipo de pessoa que, quando acredita numa coisa, não consegue viver como se não acreditasse.

Pra não dizer que nenhuma das perguntas me balançou, eu ficaria bem desgraçado da cabeça se alguém me propusesse esta pra valer: Você aceitaria reduzir sua expectativa de vida em 10 anos para se tornar extremamente atraente ou famoso?

Eu gargalhei com a resposta da Helena. A fama não é algo que me atraia, e quem por Deus faria isso??? Porque eu faria, Helena. De cara, eu pensei que COM CERTEZA toparia. Quando se é famoso, sempre há uma multidão olhando para você e qualquer coisa legal que você faça, qualquer projeto especial, terá público. Eu não queria ser famoso por ter escrito 1 livro ou por 1 música, por meu trabalho, nada disso. Eu gostaria de ser famoso só por ser eu mesmo. Ter, tipo, milhões de pessoas que gostassem de mim, do que eu falo, das coisas que eu faço. Eu total daria 10 anos meus para ter isso.

Mas depois eu fiquei pensando: Imagina se eu já ia mesmo viver realmente pouco e daí morro AMANHÃ? Essa possibilidade ia me matar por dentro até eu desistir de escolher e deixar para outra pessoa mais esperta e menos medrosa. Fuén.

***

Fica aí o mistério se as Cinquenta Questões Que Libertarão A Sua Mente realmente libertam a sua mente. Eu perguntei pra Helena como ela ficou e, aparentemente, continua a mesma. Mas vocês acreditam em signos e em sarcasmo, eu acredito em Adão, Eva e final feliz em Grey's Anatomy, então talvez um de nós fique muito curioso e tente chegar até o fim. Tem em inglês aqui e traduzido pela Helena aqui. Façam bom proveito :)