Ou: EU SOBREVIVI AO TRILHA RADICAL!

Vocês lembram do retiro crente de sobrevivência na selva? Pois então, eu acabei de voltar de lá e, meus amigos, estou praticamente morto e enterrado. Eu fiz várias piadinhas sobre o que eu achava que ia acontecer, como seria esse projeto e tal, mas nunca poderia imaginar o baque atrás de baque que foi essa experiência INCRÍVEL. Eu posso ser mestre nos exageros, mas juro pra vocês que teve um momento durante o Trilha Radical que eu tive a certeza absoluta de nunca ter sido tão feliz quanto ali. EU ENCONTREI JESUS NO MATO.



Infelizmente, uma das regras do projeto é não poder contar o que acontece nele. Fuén. Inclusive, jogaram uma praga na gente de SETE ANOS DE HEMORRÓIDA pra quem contar. Praga de crente pega, gente. Mas algumas coisas eu posso explanar, sim.

(Um adendo antes do que o que realmente importa: O ponto de encontro inicial dos acampantes era numa igreja. Daí que, beleza, tá eu lá sentado no banco ouvindo as informações sobre o projeto. Gente, me aparece um MORCEGO voando na igreja e CAGA em mim Hahahahahah Eu nem sabia que morcegos faziam isso! ELE CAGOU EM MIM. Ali eu já soube que sera mais um fim de semana normal na vida de Felipe Fagundes)

1) Amigos, aquelas fotos no site do projeto só com gente andando, chorando e tendo >>>MOMENTOS<<< com Deus são balela! Quer dizer, elas são reais, mas não mostram 90% do que acontece no Trilha. O projeto não é, tipo, Oi, amiguinhos crentes, vamos fazer uma caminhada no mato e cantarmos músicas alegres para Jesus! Longe disso. É de fato uma simulação da Igreja Perseguida.

Recapitulando o e-mail que recebi ao me inscrever:

"LEVE COM VOCÊ: Biscoitos, balas, Bíblia, roupa de cama, colchonete, travesseiro, cobertor, toalha de banho, material de higiene pessoal, chinelo, remédio de uso diário, repelente, tênis velho, blusa de manga comprida velha, calça comprida velha, muita disposição e coragem. Muito Importante! Você não esta indo para um piquenique, nem para um colonia de férias, SE VOCÊ NÃO ESTA DISPOSTO A SER CONFRONTADO POR DEUS E TER A SUA VIDA CRISTÃ COLOCADA A PROVA"

2) Realmente não é uma colônia de férias. Uma das coisas que mais falaram no evento é que "Ao final do projeto, você vai descobrir quem você é e do que você é feito". E, gente, é uma prova de fé mesmo. 90% do tempo você é fuzilado com afrontas e confrontos; os outros 10% é o tempo que você consegue dormir e, mesmo assim, não está a salvo de um ou outro conflito. Chega uma hora que sua mente e seu corpo ficam no limite e tudo o que você tem pra se agarrar é sua fé em Cristo, se é que você ainda tem alguma.

3) Eu acho que realmente vou ter que me livrar dos meus tênis. Foi tanto anda na terra, pisa na lama, entra na água, não rola tempo de secar, calça molhado, vai pra terra de novo etc que ficou meio inutilizado mesmo.

4) A Anna Vitória tinha até brincado no último post sobre os biscoitos e as balas virem antes de coisas importantes como as roupas, o cobertor etc, e eu respondi rindo que "Já estou achando que é algum tipo de teste e que biscoitos e balas salvarão nossas vidas durante a perseguição". AMIGOS. ELES FORAM REALMENTE ESSENCIAIS Hahahahahah Esqueça seu colchonete, esqueça sua toalha, esqueça até sua Bíblia, mas, DE FORMA ALGUMA, esqueça seus biscoitos e balas. Graças ao menino Jesus eu levei a recomendação a sério e os biscoitos e balas fizeram a diferença.

5) Uma coisa que podiam e meus amigos que tinham ido antes não me contaram é que, depois de todos os tapas na cara, acontece finalmente um momento chamado "Festa/Banquete de Gala". É onde você se livra das imundícies e veste sua roupa bonitinha e penteia seu cabelinho. Eu tinha levado alguma roupa que entrasse na categoria "Gala"? Não. Lá fui eu de bermuda e chinelo. Foi um desapego de vaidade pra mim Hahahahahah Tem gente que até ALUGA roupa, o que eu acho exagero. Leva só uma roupa bonita que já está bom.

6) Não tem nada de muito perigoso no Trilha Radical além da trilha em si, que eu classificaria como uma trilha de nível médio. Os acampantes vão de adolescentes a idosos. Tinha uma senhora de uns 60 anos no meu grupo, por exemplo. Para todas as situações, eles possuem enfermeiros sempre à disposição. Teve uma hora que me deu uma enxaqueca braba que logo foi curada com um remédio que eles me deram <3 Então, tipo, não precisa temer de fato pela sua vida. É só uma simulação, não vão de crucificar de verdade. O trabalho do Trilha Radical mexe mais com o seu psicológico mesmo.

7) Com esse negócio de não poder contar, muita gente fica com um pé atrás. Até comentaram no post anterior sobre uns retiros bizarros, mas, gente, juro, não tem nada de absurdo no Trilha. Muito pelo contrário, É LINDO. É o evangelho puro e simples, sem essas patacoadas que as igrejas inventam, sem doutrinas malucas, focado totalmente em Jesus. Um evangelho que eu adoraria ver sendo reconhecido por crentes e ateus.

8) Eu disse que não era muito de chorar e muito menos de protagonizar >>>MOMENTOS<<< com Deus, mas: HAHAHAHAHAHAH O que sabe o ser humano, não é mesmo? O homem planeja, Deus ri etc. Eu não estava em condições de ver se estavam tirando foto, mas CHOREI DE SOLUÇAR nuns dois momentos.

***

Pra mim, o Trilha Radical significou uma retomada do foco em Jesus. EU AMO ESSA PESSOA. Tipo, vocês não devem entender como eu me sinto. EU REALMENTE AMO. Talvez vocês fiquem Aff, religião, mas, amigos, Jesus é tão real! E amável! E maravilhoso! Eu nem sei por que não falo mais dele. Por vergonha? Por medo do que vocês vão achar? Algo por aí. MAS É UMA BOBAGEM. Quer dizer, eu tenho uma tag "Amanda Palmer" aqui no blog pra marcar todos os textos que essa mulher incrível me inspirou a fazer, ela que foi um marco na minha vida, mas não tenho uma para Jesus. E, se eu for comparar a contribuição de Jesus com a da Amanda na minha vida, se eu for comparar o potencial transformador de vida de cada um, EU TERIA QUE TER UM BLOG SÓ SOBRE JESUS. É, de loooooonge, a melhor pessoa da minha vida.

Passou todo um filme na minha cabeça no Trilha. Eu não sei que exatamente que imagem eu passo para quem lê este blog, mas eu já fui uma pessoa muito, argh, esquisita. Eu ainda tenho alguns probleminhas, umas falhas de caráter. Vocês devem conseguir notar meus surtos de vergonha, meus medos injustificados, um não saber lidar gigante com as situações comuns da vida e coisas que eu ainda nem consigo contar aqui no blog, coisas que eu nem entendo bem. Enfim, eu era/sou uma pessoa toda coisada. Teve uma época da minha vida em que eu me senti super abandonado, porque eu não me encaixava de jeito nenhum no meio das pessoas. Eu era muito sozinho. Mas, lá no Trilha, com esse filme mental passando, eu senti que sozinho de fato eu nunca estive. Jesus sempre esteve comigo. Me ensinando, orientando, me consolando, apontando as minhas falhas e sabiamente me mostrando um caminho muito melhor do que o que eu podia traçar. Um amor tão grande que nem é explicável. E, hoje em dia, eu ainda sinto uma influência tão forte e tão positiva dele na minha vida que tudo que eu posso fazer é agradecer e literalmente glorificar de pé.

Eu fiquei tão feliz no Trilha por constatar que de fato tenho Jesus na minha vida! Eu me senti muito sortudo, muito privilegiado. Tipo, gente, Jesus, JESUS, J-E-S-U-S, essa pessoa maravilhosa ME AMA. E não ama pouco!


Ao mesmo tempo me bateu uma agonia terrível ao imaginar que há pessoas, mesmo na minha vida, que ainda não sentem essa felicidade e, talvez, nunca venham a sentir. Tipo, NUNCA. Que desespero que me bateu. Eu me sentindo a pessoa mais feliz do mundo e pessoas do meu lado vivendo numa miséria forte de alegria. Se eu pudesse enfiar Jesus no coração das pessoas, eu total faria. Mas não posso. O que eu posso é falar dele e agir como ele, com mais afinco ainda do que eu cito Amanda Palmer, Brené Brown, Survivor, as séries de TV que eu amo... EU QUERO JESUS PRA TODOS.

E eu vejo gente deprimida. Gente sofrendo e praticando violência. Eu vejo o ódio circulando sem parar. Gente sem direção na vida, agoniada, desesperada. Gente que não sabe o que é amor, mas acredita que sabe e põe a fé num sentimento tão pobre que nem chega perto do verdadeiro. É guerra, é xingamento, é falta de empatia, é aquele jogo de interesses e quem é melhor do que os outros...

E a solução de todos esses problemas é: Jesus. Ah, mas nada a ver achar que religião vai resolver todos os problemNÃO IMPORTA O QUE VOCÊ ACHA, eu tenho certeza do que estou falando e vou morrer insistindo nisso. Eu super concordo que os religiosos se desenvolveram bem problemáticos, mas até pra eles a solução é Jesus. Jesus está acima da religião. Jesus é amor.

***

Eita que eu não sabia que ia sair isso tudo quando comecei a escrever o post.

Enfim, posso dizer que o Trilha Radical valeu 100% a pena, foi uma das melhores experiências da minha vida. A partir desse ano, os organizadores pretendem fazer o projeto acontecer todos os meses em diferentes cidades do estado do Rio de Janeiro. Caso esteja interessado, você pode verificar o site oficial e aguardar por novas informações.

Eu recomendo DEMAIS. Se você é cristão, se você acha que precisa fazer mais, se você se acha bom o suficiente, se você acha que sua vida com Deus não anda muito bem das pernas ou se você se acha um super santo, eu te indico. Vai na fé que, como disseram, você vai descobrir quem você é de verdade e do que é feito.