Foram mais de 200 e-mails circulando desde que eu dei início ao Por uma caixa de entrada mais feliz. No post, eu até comentei que nem ficaria surpreso se 0 pessoas participassem porque, gente, quem troca e-mail pessoal hoje em dia com whatsapp dominando o mundo, não é mesmo? Mas eu troco todos os dias dezenas deles e me sinto muito feliz com isso. Por isso eu pensei: Vai que alguém gostaria de fazer isso pelo menos uma vez?

Eu fiquei muito surpreso com a adesão, sério! Tinha que ter um vídeo mostrando a minha reação quando eu vi que 6 pessoas tinham se inscrito. SEIS! Incríveis seis pessoas! Depois eu surtei com 7, DEZ, 15. Com vinte pessoas, eu já fiquei MEU DEUS DO CÉU, de onde tá vindo tanta gente? oO Eu nem sabia que esse blog tinha a capacidade de alcançar 31 pessoas desse jeito, mas, de alguma forma, aconteceu.

E eu passei dias interagindo com 31 pessoas da melhor forma que eu pude. Ainda estou, na verdade.

E ESTÁ SENDO TÃO BOM.

Achei que fosse uma coisa super rápida, mas levei uns 18 dias para conseguir falar com todo mundo. Eu não queria enviar um textão pronto, como acontece com newsletter, porque eu queria ter certeza de que a pessoa soubesse que eu estava realmente olhando pra ela. Então eu dei o meu melhor para encontrar o equilíbrio entre enviar um texto pessoal e não demorar uma vida pra isso. Só que, gente, tinha dia que NÃO DAVA. Eu não estava com cabeça para falar com ninguém ou já estava sentindo o cansaço natural que acontece quando você conversa sobre o mesmo livro COM OITO PESSOAS DIFERENTES. Então eu deixava para mandar o e-mail em outro momento, quando eu estivesse mais disposto. E teve também a adesão de pessoas que eu nem conhecia, o que foi ótimo, mas muito mais difícil de mandar algo pessoal, já que eu não sabia nada sobre a pessoa do outro lado. Mas iniciei uma conversa mesmo assim.


Se eu não me engano, era a dona do Manual Prático de Bons Modos em Livrarias que tinha uma página no Facebook que ela carinhosamente chamava de Comunidade Hippie, coisa que eu nunca entendi bem, mas imaginava um lugar feliz com as pessoas interagindo e tal. Daí que quando EU SENTI O PODER dessa troca de e-mails, quando eu percebi que não estava apenas deixando a caixa de entrada alheia um pouquinho mais feliz, mas também recebendo muito de volta, eu tive que roubar o nome, porque ali no e-mail estava brotando uma comunidade hippie muito legal.

Eu consegui juntar pessoas que nunca imaginei conversando juntas e deu super certo. Alguns foram mais tímidos, escrevendo pouco, outros já vieram cheios de assuntos, e eu fiquei fascinando com o tanto de gente diferente.

Nossa, foram tantas indicações de séries, tanto das pessoas quanto minhas (TEVE GENTE VENDO SURVIVOR PORQUE INDIQUEEEEEEEI), todo mundo mandou eu ler Fangirl, eu indiquei alguns livros e me joguei nas conversas sobre escrita. Meu deus, eu amo conversas sobre escrita criativa. Daí que teve a parte sobre família onde eu senti que as pessoas realmente se abriram, sabe? Teve gente que eu só conhecia por um avatar e agora eu consigo imaginar numa casa com filhos, cachorro, maridos, esposas, um trabalho... Eu recebi bons conselhos e dei alguns. Algumas pessoas me contaram alguns segredos, e eu achei o máximo esse nível de conexão! Recebi umas histórias pesadas também que me deixaram com vontade de atravessar o computador e dar um abraço na pessoa.

Algumas conversas estão fluindo até agora, 20 dias depois, outras morreram cedo e isso não tem problema nenhum. O objetivo era mesmo só mandar 1 e-mail e, com um pouco de sorte, iniciar uma conversa. 2 pessoas não responderam (ainda) e tá tudo bem! Em algumas conversas, eu até fiz questão de frisar que a magia do e-mail é justamente essa: Responder QUANDO e SE quiser. Sem cobrança, sem sentimento de culpa, sem ter pressa! Até comentei que a minha amiga mais íntima me respondeu semana passada um e-mail que eu enviei VINTE E DOIS DIAS ATRÁS. E continua tendo um lugar no meu coração.

***



***

Por fim, eu queria agradecer a todo mundo que se cadastrou, mesmo quem não respondeu, porque foi bom demais saber que tem gente aí do outro lado lendo as lorotas nesse blog e, mais incrível ainda, gente que compartilha e faz chegar em outras pessoas <3 OBRIGADO. É uma pena que vocês não consigam ter a visão do todo, pois para muitos foi apenas eu falando com vocês. Mas, pra mim, FOI UMA LOUCURA, TANTAS MENSAGENS POSITIVAS, SÓ GENTE BOA, TANTOS ASSUNTOS, VAMOS SE BEIJAR, EU AMO VOCÊS. Tinha que ter um lugar pra todo mundo aparecer e se abraçar. Construam. OBRIGADO DE NOVO!

Eu vou continuar nesse ritmo interagindo nas conversas que durarem. Quem não conseguiu participar (porque eu tive que fechar o formulário depois de um tempo), fica tranquilo. Eu pretendo fazer mais vezes com novos assuntos e tal. E você sempre pode me mandar um e-mail falando QUALQUER COISA pelo formulário de contato. Estou sempre no Twitter também!

Agora deixa eu voltar pra minha caixa de entrada que tem muita coisa para responder.