Uma coisa que eu costumo fazer muito em fila que não anda é apreciar o ser humano como forma de entretenimento, principalmente quando não tenho mais nada para me distrair. Eu presto atenção nas conversas e descubro um monte de coisas.

Tinha um casal conversando na fila, ela estava contando para ele como havia sido o dia, situações do trabalho e tal. Ele comentou alguma coisa sobre aplicativos de celular, e isso meio que deu um estalo na mente dela. Ela lembrou de uma matéria que leu.

Parece que um garoto brasileiro de 14 anos desenvolveu um aplicativo simples, mas muito útil e está ganhando rios de dinheiro com ele. Na época, eu não me foquei na história do menino, mas, escrevendo este post, tenho certeza que é este aqui (A história é realmente boa).

Daí que a garota na fila contou ao namorado o que realmente tinha por trás do interesse dela:

- Senti até um arrepio quando li! Eu tive uma ideia idêntica meses atrás, tem quase um ano já! E o garoto está ganhando por mês coisa que nunca vou ganhar em anos! Que engraçado, né? Hahahahahah Eu tive a ideia, mas claro que não botei em prática, né. Eu só pensei nela e deixei engavetada. A única diferença é que esse menino é muito mais inteligente do que eu, né. Eu nem tinha chance. Tipo, tem que ter o dobro de inteligência pra fazer um aplicativo. Não, o triplo.

O namorado apenas concordou, "Realmente rsrsrs".

Eu, ali atrás deles, quase interrompi a conversa.



Porque, né, não tem essa de "o dobro da inteligência". Quer dizer, o menino até podia ser mais inteligente que ela (apesar desse ser um conceito tão complexo...). Ele certamente tinha mais tempo livre, menos preocupação na vida, talvez, mais recursos. Vai ver as peças dele eram melhores mesmo.

Mas o que fez a real diferença foi que ele tentou. Ele correu atrás do que queria, e ponho minha mão no fogo pra dizer que ele não acertou de primeira. Quase nada acontece de graça, né? Vai ver a inteligência do menino está nisto: saber que ideia engavetada não vai pra frente.

É só uma mensagem cafona sendo verdade novamente: CORRA ATRÁS DOS SEUS SONHOS.

***

Se você se encaixa numa das situações abaixo, me ajuda compartilhando o texto?

1) Você se sentiu inspirado e quer me agradecer por isso.
2) Você lembrou de uma ideia excelente sua que está engavetada e decidiu ganhar dilmas com ela, mas não deseja me dar 50% dos lucros.
3) Você lembrou de amigos que PRECISAM pôr as ideias maravilhosas que eles têm para fora da gaveta (Compartilhe e marque-os!).
4) Você é o casal da fila e está indignado comigo por ficar ouvindo a conversa de vocês (Mas vocês falam muito alto!).
5) Você é o menino que fez o aplicativo e gostou de saber que as pessoas ainda estão falando sobre você.

Eu agradeço :)