quinta-feira, agosto 25, 2016

Eu passei dez meses fora da igreja (vocês sabem) e, agora que voltei, uma coisa que eu tinha esquecido era essa realidade em que jovens supostamente não fazem sexo. Gente, esqueci completamente. No meu mundo, todo mundo que queria organizava direitinho e transava pra ser feliz. Mas o jovem crente supostamente se guarda para o casamento, não fala nada sobre sexo (já que não faz) e vive, sei lá, lendo a Bíblia. NADA CONTRA. Eu consigo concordar com vários motivos para seguir virgem até o casamento, mas também não é da minha conta o que as pessoas fazem ou deixam de fazer.


Os efeito colaterais dessa realidade crente são: jovens que não sabem lhufas sobre sexo seguro. Não usam anticoncepcional, nunca estiveram no mesmo recinto que um preservativo a não ser na drogaria e, se bobear, nem sabem como essa ~tecnologia~ funciona.

Eu fico de cara porque a grande maioria, nenhuma surpresa, FAZ SEXO. E ganham um bebê cedinho. Ou uma DST. Eu já ouvi tanta história de "aconteceu" nessa minha volta que olha... E, mesmo depois que casam, continuam parindo filhos por acidente. Mal nasceu um, já vem outro.

Teve um dia que um amigo meu me contou de uma fase em que ele e a namorada transavam direto sem nenhuma proteção, depois se arrependiam e ficavam ISSO NUNCA MAIS VAI ACONTECER. Até que acontecia. Acho que ele achou que eu ia me chocar no "transavam direto", mas tomei foi o baque do "nenhuma proteção". VOCÊS SÃO MALUCOS, CARAMBA? COMO VOCÊS IAM SUSTENTAR UM BEBÊ? Aí recomendei: "Já pensou em andar com um preservativo na carteira ou algo assim? Tipo, vai que". E ele "Tá doido, Felipe? NÃO VAI MAIS ACONTECER".

¯\_(ツ)_/¯

Tá aí uma situação que eu não sei resolver, mas acho muito problemática. Qualquer dia desses, vocês vão me ver subir no púlpito, jogar um monte de camisinha avulso e sair correndo sem olhar para trás.

(E, gente, não tô dizendo pra você, jovem crente, ir fazer sexo não, ok? A vida é sua. Mas, se for fazer, pelo amor de Deus, USE CAMISINHA)

Posted on quinta-feira, agosto 25, 2016 by Felipe Fagundes

No comments

***

quarta-feira, agosto 24, 2016


Toda vez que eu vejo uma foto recente do Diego Hypólito, eu penso em desequilíbrio. Não por ele ter caído de bunda e de cara nas Olimpíadas passadas, mas, não sei, gente, olha pra cara dele. Ele parece frágil. Com essa medalha de prata que ele ganhou, todos na TV falando de superação, da vitória sobre a depressão etc etc, o cara é mesmo um vencedor. Literalmente, né. Mas eu tava lendo uma matéria sobre a saúde mental dos atletas dizendo que eles VIVEM sob pressão e tal, e fiquei me perguntando o que aconteceria com o Diego se ele levasse um tombo novamente. Lembro que, assistindo os saltos dele na competição, eu fiquei todo PELO AMOR DE DEUS, DIEGO, NÃO CAI. Eu tava cagando pra medalhas, sinceramente, era mais pavor de imaginar o que um novo baque ia fazer na cabeça desse homem. Eu olho pra cara dele e só penso "Sem condições, gente".

Posted on quarta-feira, agosto 24, 2016 by Felipe Fagundes

No comments

***

terça-feira, agosto 23, 2016

Tô lendo esse "Em seus passos o que faria Jesus?", que é um livro bem famosinho na cultura crente, e nele um pastor sofre um choque de realidade e decidi mudar seu jeito de agir. Ele desafia a igreja dele inteira a viver durante 1 ano se perguntando em todas as decisões o que Jesus faria no lugar deles e agindo de acordo com a resposta, sem se importar com as consequências.


Eu ainda não terminei, mas dá pra ver que no final a cidade vai estar de pernas pro ar, porque é isso que Jesus faz mesmo.

Daí que tem uma menina que canta super bem e recebe várias propostas de emprego pra ser famosa e ganhar rios de dinheiro se apresentando, mas ela decide recusar por querer trabalhar integralmente nuns projetos sociais. A vó dela fica louca da cabeça e "MAS COMO ASSIM??? Não dá pra viver como Jesus, Rachel! Não tem sentido isso. É inviável!". Detalhe que a véia é crente também.

Não tô falando dessa Rachel, mas achei condizente

Eu tava aqui me perguntando MAS MINHA SENHORA. Porque eu mesmo já ouvi muito disso na vida real. Já fiz algumas coisas que chocou as pessoas, mas coisas que eu tenho absoluta certeza que Jesus também faria. Na verdade, eu é que fico chocado quando crentes se mostram tão resistentes a agirem como Jesus, porque, bom, qual é o ponto de ser cristão, minha gente? É justamente tentar agir como Jesus. Não é fácil e é mesmo radical, mas, se você não quer nem mesmo tentar, cê nem tinha que tá aqui, amigo.

Aí que no livro tá rolando gente rica nenhum pouco generosa, gente que nunca ajudou um necessitado na vida, gente que não gosta de fazer nada pelo evangelho e tal. Até tem uma cena em que o PASTOR fica maravilhado por INTERAGIR com gente pobre e eu tô aqui, meu Jesus Cristo, essa igreja fazia o quê da vida antes?

Não é a melhor das ficções, mas eu tô adorando os baques e os sambas que os crentes tão levando da vida. A ideia do livro é toda essa REVOLUÇÃO que eu sei que é real, mas que custa a acontecer. Por um lado, eu fico bem triste, porque esse livro TEM MAIS DE CEM ANOS, já até caiu em domínio público, e os problemas da igreja são os mesmos ainda hoje. A igreja de uma forma geral continua morta com farofa e precisa de um tratamento de choque ou coisa assim para CONSIDERAR agir como Jesus agiria. Uma coisa que, risos, deveria ser o comum.

Eu quero ver essa cambada toda trabalhando, mas às vezes parece que estou lutando com um bicho de setecentas cabeças. Sem contar que a luta também é contra mim mesmo, que o tempo todo descubro um degrau novo pra subir nessa caminhada rumo ao caráter de Jesus. Vamos acompanhar.

Posted on terça-feira, agosto 23, 2016 by Felipe Fagundes

No comments

***

sábado, agosto 20, 2016

O título aqui em cima poderia ser BLOGUEIRO DEIXA CARÊNCIA EXPOSTA, ENTENDA, já fica aí o aviso.

Na última vez que o Whatsapp caiu e aconteceu mais uma fase daquele êxodo pro Telegram, fizeram piada no Twitter. Aliás, sempre que você quiser ler piadas sobre QUALQUER COISA que aconteça NO MUNDO, vai lá no Twitter que vai ter piada até dizer chega. Recomendo a todos. Voltando ao famigerado bloqueio do Whatsapp, comentaram:

A pergunta que não quer calar: Você é o Telegram na vida de alguém?

Gente, talvez eu me arrependa amargamente de ter lido isso porque desde então eu me vejo como o Telegram na vida de TODAS AS PESSOAS. Sabe aquela pessoa que só lembram quando outra mais importante/legal/especial/útil não está disponível? Então, sou eu. Quando você leva um pé do seu namorado ou namorada, você corre pra mim. Quando você precisa de uma coisa que só eu posso te dar ou fazer por você, também. Quando ninguém mais te quer, é pra mim que você liga. Chato, né?

Mas, veja bem, não é como se eu pudesse fazer algo a respeito. Não estou falando de pessoas interesseiras, aproveitadoras, falsos amigos, etc. As pessoas gostam de mim, eu sei disso. Mas, num pódio de melhores pessoas da vida, eu tô ali disputando no máximo o bronze. Sempre existe outra pessoa MAIS que eu. E ISSO É OK. Eu também tenho os meus Telegrams (não disse quem). Só tô sentindo falta de ser o Whatsapp na vida de alguém.

Ah, Felipe, tá querendo namorar, né?

Não nego nem confirmo, mas, gente, ao que tudo indica, eu vou ficar sozinho até morrer. Ok, talvez nem tudo indique e exista uma ou outra esperança na terra dos viventes, mas, se eu entrasse em detalhes, vocês iam concordar comigo que a coisa não tá boa pro meu lado não.

Os amigos arrumam pessoas, casam, colocam crianças no mundo... Continuam amigos e tal, mas eles não estão exatamente lá pra mim, né? Não é como se eu estivesse ABANDONADO na vida, eu tenho até mais amigos do que esperava ter, mas, desde que eu li esse tweet do Telegram, não consigo parar de pensar que alguma hora esse abandono absoluto vai chegar e não vai ser a melhor fase da minha vida.

Repetindo: BLOGUEIRO DEIXA CARÊNCIA EXPOSTA, ENTENDA.

Posted on sábado, agosto 20, 2016 by Felipe Fagundes

No comments

***

sexta-feira, agosto 19, 2016

Vocês vão ficar achando que eu passo meus fins de semana inteiros assistindo reality show e estarão certíssimos, mas, no mesmo dia que eu assisti o documentário da Kátia Perez, caí numa maratona por osmose de 4 horas de LA Clippers: Dance Squad.

Mas, nossa, Felipe, nunca ouvi falar desse reality show.

Nem eu tinha, risos. Mas eu liguei a TV e tava passando e, gente, acontece. Essas maratonas do E! acabam comigo. Teve um dia que eu me entupi de Keeping up with the Kardashians e foi o tempo mais maravilhosamente desperdiçado da minha vida.

Enfim. Daí que esse LA Clippers é sobre um grupo de dançarinas da NBA. Uma coisa naipe cheerleader, sabe? Aquelas meninas que entram na quadra e fazem uma coreografia legalzona nos intervalos dos jogos de basquete.

Uma delas já estava há 3 anos no grupo, mas vinha meio decadente nos ensaios e só ouvia "Você esta atrasada, Natalie", "Você está muito atrás nos movimentos", "Será que você não percebe o quanto está atrasada na coreografia, Natalie?", "Você não está se esforçando". Confesso que achei a menina meio pamonha mesmo, botando a culpa na treinadora, chorando pelos cantos...

Mas aí ela QUER SABER, VOU SER JORNALISTA e foi fazer um teste pra TV. A mulher do teste perguntou se ela já tinha alguma experiência em frente às câmeras (bizarro perguntar isso num reality show, mas beleza) e aí que tudo mudou:

- Eu já participei de Survivor.

E eu fiquei:



PAMONHA DESSE JEITO? FOI A PRIMEIRA ELIMINADA, NÉ? Gritei mesmo no sofá. Mas, gente, amei o crossover. Survivor já tem 32 temporadas e acho que 50% das pessoas dos EUA já fez parte, risos. Acho que todo mundo que mora lá já apareceu num reality show.

Eu não vi a temporada da Natalie, então claro que fui pesquisar o micão que deve ter sido. Gente. Vocês acreditam que essa menina FOI PRA FINAL NA TEMPORADA DELA? Não ganhou nenhum voto, porque Survivor não é bagunça, MAS MESMO ASSIM. Ela sobreviveu 39 dias sei lá em qual lugar inóspito do planeta ao lado de 2 dos maiores vilões do reality, olha o desgraçamento mental. ELA É UMA VENCEDORA.

Até mordi a língua. A Natalie tinha que aparecer aqui em casa e encher minha cara de tapa. A gente nunca sabe mesmo o que a Demi passou uma pessoa já passou na vida, né?

Posted on sexta-feira, agosto 19, 2016 by Felipe Fagundes

No comments

***
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...